Olá Visitante! Acesse sua conta ou Cadastre-se

Evidências

20:01 às 23:59

Força tarefa de combate à dengue chega a cidades de Minas Gerais

Uma equipe com técnicos, motoristas, veículos e equipamentos foi enviada à Região de Passos, no Sul de Minas, para aplicação de inseticida em 17 municípios. Segundo Secretaria de Estado da Saúde (SES-MG), a força tarefa foi montada por causa da alta incidência de casos de dengue nas áreas afetadas

O objetivo com a iniciativa é reforçar o trabalho de campo das equipes municipais, no combate ao mosquito e conscientizar a população sobre cuidados para combater e evitar a dengue. Nas últimas quatro semanas, região registrou 3,8 mil casos prováveis da doença. A incidência é considerada alta ou muita alta nessas cidades.

De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, até essa quarta-feira, o estado já contava com 26.191 casos de dengue e 14 mortes pela doença confirmados. São mais óbitos registrados que em todo o ano de 2021.

 

Belo Horizonte retoma visitas noturnas de combate Aedes aegypti

A Defesa Civil de Belo Horizonte retomou as visitas noturnas em imóveis da capital, para agendamento de vistorias, com o objetivo de eliminar os focos do mosquito Aedes aegypti. As ações são feitas nas casas em que, durante o horário comercial, não foi possível o acesso dos Agentes de Combate e Agentes Sanitários.

No período noturno, as equipes da Defesa Civil visitam os endereços repassados pela Secretaria Municipal de Saúde para verificar o dia e o horário em que o morador vai estar em casa. Após o contato, as informações são repassadas às gerências regionais de Zoonoses para agendamento das vistorias e comparecimento dos agentes, inclusive aos finais de semana, se necessário.

Essa mobilização foi reduzida durante a pandemia e retomada agora. 80% dos focos do mosquito estão em ambiente domiciliar. Em relação a Chikungunya foram registrados 5.162 casos prováveis, dos quais 2.089 foram confirmados. Há uma possível morte pela doença em investigação. Já a Zika contabiliza 54 casos prováveis e dez confirmados.