Olá Visitante! Acesse sua conta ou Cadastre-se

Evidências

20:01 às 23:59

Casos suspeitos de hepatite aguda são investigados em Minas

Uma hepatite aguda que tem atingido crianças e tem causa desconhecida preocupa autoridades de saúde. Em Minas Gerais, segundo a Secretaria de Estado de Saúde, há dois casos suspeitos notificados, um em Belo Horizonte, e o outro em Juiz de Fora. Até agora, são mais de 200 casos identificados no mundo, com foco na Europa. Entretanto, os Estados Unidos têm mais de 100 notificações sob investigação, além de confirmações recentes em países da América do Sul e Central.

Os sintomas da condição são parecidos com hepatites causadas pelos vírus do tipo A, B, C, D e E: coloração amarela, urina com cor escura, vômitos, diarreias e dor abdominal. Os estudos dessa nova hepatite, no entanto, não demonstraram ligação com os vírus já conhecidos e causadores da doença. Ainda não existe um tratamento específico, já que o agente ainda é desconhecido. Mas alguns casos chegaram a necessitar de transplante hepático.

Comentários nas redes sociais indicavam que o problema seria causado por efeitos da vacinação contra a Covid-19. Entretanto, a média de idade das crianças acometidas com a suspeita da doença está na casa dos 2 anos, público que ainda não recebeu o imunizante. Especialistas em doenças infecciosas reforçam que não há relação com a vacina. Estudos iniciais também afastam a causa pela Covid-19, já que a maioria das crianças diagnosticadas com a doença não havia testado positivo para a Covid.