Olá Visitante! Acesse sua conta ou Cadastre-se

Evidências

20:01 às 23:59

Tradicional Missa da Unidade é celebrada, sem fiéis, na Catedral Cristo Rei, em Belo Horizonte

Pela primeira vez, a Missa da Unidade, tradição na quinta-feira da Semana Santa, foi celebrada na Catedral Cristo Rei, em Belo Horizonte. O espaço cabe 2 mil pessoas, mas por causa da Covid-19, só 60 participaram – entre eles, padres e dois fieis de cada região. 

A Missa da Unidade é realizada há mais de 40 anos. Antes, a celebração era feita no mineirinho, que recebia mais de 15 mil fiéis, de várias paróquias. Cerca de 600 padres também participavam para renovar os votos do sacerdócio.

No ano passado, primeiro ano da pandemia, a cerimônia foi com poucos fiéis, na Basílica de Nossa Senhora da Piedade, em Caeté, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

A Missa da Unidade relembra a última ceia vivida por Jesus. É momento também de abençoar os santos óleos, que são usados em três sacramentos católicos: batismo, crisma e unção dos enfermos.

Em Sabará, na Grande Belo Horizonte, as celebrações costumam começar ainda durante a madrugada da sexta-feira da paixão. Os fiéis andam pelas ruas rezando e tocando as matracas que lembram o caminho de Jesus até ser colocado no sepulcro. Mas a procissão, realizada há 200 anos, vai seguir os protocolos sanitários e terá transmissões on-line.

Em Ouro Preto, a Semana Santa movimenta o mesmo número de turistas em datas como o Carnaval. A expectativa era de que em 2021, em um contexto melhor, fossem realizadas grandes celebrações, mas o atual cenário da pandemia impôs restrições ainda mais severas. Missas também serão transmitidas pela internet e será montado um esquema especial para garantir a segurança dos organizadores. Além disso, algumas ações poderão ser vistas pela cidade, porém mais intimistas.

Para todos os detalhes acesse o site: www.arquidiocesebh.org.br